ENCHIMENTO A NITROGÉNIO EM PORTO DE MÓS

-

Saiba as vantagens e desvantagens de encher os pneus do seu carro com nitrogénio.

O ar que normalmente é utilizado para encher os pneus é composto principalmente por nitrogénio, oxigénio e vapor de água. No entanto, a presença de oxigénio e vapor de água pode afetar negativamente o comportamento do pneu, causando variações de pressão à medida que a temperatura interna do pneu muda. Isso pode ter um impacto negativo na manobrabilidade, no consumo de combustível, na durabilidade dos pneus e até mesmo na segurança.

Uma alternativa ao ar é o nitrogénio (N2), um gás inerte composto por moléculas maiores que contém uma quantidade mínima de oxigénio e vapor de água. Isso significa que ele não sofre variações significativas de pressão com a variação da temperatura do pneu.

Vantagens
Então, por que encher os pneus com nitrogénio? Existem várias vantagens em seu uso, embora poucas sejam efetivamente úteis para o uso diário.

Maior eficiência:
O uso de nitrogénio pode reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2, uma vez que não há variação da pressão do pneu.

Maior durabilidade:
Aumenta o tempo de vida útil do pneu, pois gera menos calor e atinge temperaturas mais baixas quando sujeito a condições mais extremas.
Diminui a oxidação da zona de contato do pneu com a jante, bem como a corrosão desta.
A manutenção da pressão pode ser feita de forma menos regular, uma vez que o nitrogénio tem moléculas maiores.

Maior segurança:
Melhora a condução, pois a pressão dos pneus se mantém constante com a temperatura. O comportamento do veículo é superior nos limites mais extremos de condução.
A pressão entre cada um dos quatro pneus mantém-se sempre semelhante, o que não acontece com ar comum, onde a perda de pressão não é a mesma em cada um dos pneus.
Não variando a pressão, a probabilidade de avisos nos sistemas de monitorização de pressão dos pneus diminui.

Desvantagens
A principal desvantagem é não permitir o acerto de pressão com o ar comum que é utilizado em qualquer estação de serviço. O uso de nitrogénio significa que a manutenção de ar nos pneus deve ser feita sempre com nitrogénio e não é possível ou recomendado misturar ar comum.

Para encher os pneus com nitrogénio, é necessário retirar todo o ar do pneu - processo efetuado por uma máquina que extrai todo o ar do interior do pneu. O processo inverso, de substituição do nitrogénio por ar comum, deve ser idêntico, começando por esvaziar completamente o pneu.

Aplicações
Encher os pneus com nitrogénio é uma prática mais comum em competições, como na Fórmula 1 ou na NASCAR.
Também é comum ver os pneus de aviões, veículos militares, entre outros, serem enchidos com nitrogénio. Por ser um gás que não alimenta a combustão, também é usado em veículos que transportam produtos inflamáveis.

Conclusão
Apesar de trazer inúmeras vantagens, o uso de nitrogénio nos pneus dos automóveis do dia a dia acaba por ser pouco relevante. Em condições normais de condução, não se atingem temperaturas que o justifiquem, e por este motivo também não se notará na condução diária do veículo.

Por fim, as boas práticas recomendam verificar a pressão dos pneus regularmente, o que pode ser feito utilizando ar ou nitrogénio. O uso de ar facilita essa tarefa.

Faça já a sua marcação no nosso posto de Porto de Mós.

CONTEÚDO RELACIONADO
AS NOSSAS MARCAS
Somos agentes das principais marcas de pneus
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas
  • Marcas